Como desmamar meu filho de três anos que adora dormir no peito?

Olá, Amigas do peito!

Meu nome é C, tenho 30 anos e um filho de 3 anos e meio que ainda mama no peito, e não consigo introduzir o desmame, indicado pelo pediatra desde os dois anos. Meu filho não consegue dormir sem o peito que me parece uma espécie de vício, e acorda à noite várias vezes para mamar, como quando era recém nascido. Como devo proceder, já que conversar com ele não está resolvendo muito? Tenho pena quando ele tenta mais não consegue dormir sem mamar, pois é assim que ele vive desde que nasceu.

Obrigada desde já, e parabéns pela iniciativa.

C,

Se você mora no Rio ou em Niterói, pode participar de reuniões ao vivo e trocar idéias sobre o desmame. Na nossa experiência de grupo de apoio, são várias maneiras de se lidar com o que você apresentou.

Algumas mães iniciam conversando e mostrando ao filho que está na hora, que ele cresceu. É óbvio que mesmo com toda a argumentação “racional” o objetivo real não é convencer por meio de palavras, mas verbalizar seus sentimentos e amor. Assim a conversa vai num tom persuasivo e carinhoso e numa ” proposta” de redução de horários e negociação de horas de mamar.

Por exemplo, uma de nossas amigas propôs que o “mamá” dormisse depois que a criança dormisse e acordasse só pela manhã. O pai cuidava para que a criança não “acordasse o mamá”, que ficava cansado das tarefas do dia e acalentava o filho nas madrugadas. Em poucos dias ficou estabelecido que amamentar era na hora de dormir e de acordar. Depois passou a ser uma das duas horas, não lembro bem se de noite ou de manhã e foi indo e se completou o desmame.

Outra experiência que tivemos foi que o peito só era oferecido numa determinada hora da tarde, e sempre que a criança pedia era colocado o limite de “agora não” só tal hora (que é claro que a criança que não vê hora, não sabe exatamente qual é mas se acostuma a esperar e conseguir o que deseja na ” tal Hora”). Aos poucos o ritmo vai se estabelecendo e a criança crescendo e se desinteressado desta prática por estar em outra fase.

Algumas crianças ficam bebês por mais tempo, seja por problemas delas, seja por causa da relação com a família. Mas nem sempre é preciso cortar numa data os laços da amamentação. Prazos são importantes sim, mas perceber se a mãe deseja este crescimento: o desmame e se a criança está preparada para isto e em que momento deve acontecer é muito mais amoroso.

Abraços,

Maria Lúcia
Amigas do Peito

About these ads

Tags:


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: