O pediatra disse que meu leite está acabando. O que devo fazer?

Olá,

Meu nome é S. e tenho uma filha de 4 meses. Ela sempre mamou no peito e neste mês senti uma certa irritabilidade nela quando mamava. O pediatra me informou que o meu leite está acabando. Estou tentando amamenta-la com vários leites mais ela não quer nenhum,e estava com o peso um pouco abaixo da meta esperada…

Estou muito preocupada. Vocês sabem alguma coisa que eu possa fazer para aumentar o meu leite? Não sinto o meu seio encher como enchia quando ela nasceu. Estão sendo feita várias campanhas para o aleitamento materno, mas e quando a gente quer amamentar e não tem leite? O que fazer? Ninguém fala sobre essa hipótese….

Atenciosamente,

S.

Oi S.,

Parabéns pela sua filhinha!

É verdade, muita gente quer amamentar e não consegue! Isso ocorre porque a sociedade foi perdendo essa cultura da amamentação e não consegue ajudar as mães na hora da prática. Muitas de nós temos o primeiro filho e nunca vimos uma mulher amamentar antes! Como saber então? É só comparar com o sexo. É um ato “natural”, mas ninguém nasce sabendo. A gente vai aperfeiçoando, aprendendo, descobrindo, lendo, conversando. Amamentação deveria ser assim, mas infelizmente há poucos lugares para observar e aprender.

O pior de tudo é que os pediatras contribuem para que isso continue assim. O seu, por exemplo, está desinformado. O leite de uma mãe não “acaba” — o que ocorre é que o peito se adapta à demanda. Se a demanda é pouca, ele produz pouco. Leite é que nem lágrima nos olhos. A gente não tem um depósito de lágrimas, né? Mas elas aparecem quando choramos! Por que? Porque houve uma emoção, uma demanda para chorar e elas são produzidas na hora… Depois dos primeiros meses do bebê, o peito passa a funcionar assim: vai produzindo só conforme a demanda do bebê. (Uma observação: as tabelas de peso levam em conta milhares de bebês, a maioria tomando mamadeira, daí os bebês só no peito serem em média um pouco mais magros, mas também mais saudáveis!)

Às vezes a baixa da produção ocorre também porque o bebê fica o dia inteiro no peito, se cansando muito e também cansando muito a mãe. Qualquer excesso de estresse tanto na mãe quanto no bebê pode dificultar o estímulo e a produção. Um intervalo (sem horário fixo) é importante para todos! Outra coisa que pode ajudar é conversar bastante com a bebê, falar com voz mansa, quando ela estiver calminha. Procure explicar o que está acontecendo e dizer o que você sente e o que gostaria de mudar na situação atual. Procure se puder ficar bastante com ela no colo, dormir junto se for possível, dar bastante segurança para vocês dois de que está tudo bem entre vocês. Sair um pouco de casa, arejar, conversar com os amigos também pode ser uma forma da mãe relaxar e ganhar forças. Mas evite pessoas que te ponham para baixo, que venham “fiscalizar” a sua amamentação e o seu bebê. Procure se cercar de “amigos do peito”!

Você não deu detalhes se o complemento também visa aumentar o ganho de peso… Seja como for, se você quiser continuar a amamentar exclusivamente no peito, há vários caminhos. O principal deles é ter auto-confiança e apoio das pessoas à sua volta (esse pediatra, pelo visto, não serve :) !). Outra coisa é beber MUITOS líquidos, se alimentar e descansar BASTANTE. Em seguida, você pode tentar fazer uma ordenha manual ou com bombinha no seu peito algumas vezes por dia. Quanto mais você tirar leite, mais vai produzir! Aí, ao invés de dar o complemento de outros leites, você pode dar o complemento do seu próprio leite — o que evitará distúrbios gastro-intestinais, entre outros. Outra dica é oferecer esse complemento em copinhos, seringa ou colherzinha. O bico artificial da mamadeira atrapalha o aprendizado do bebê para mamar no peito. Para qualquer mudança ou tática: o segredo é ir fazendo um aprendizado suave.

Não precisa se sentir culpada nem pressionada para fazer o impossível – as mulheres já têm encargos demais! Estamos aqui para ajudar, mas você é quem deve julgar o que é viável para a sua família nesse momento, ok? Em alguns casos, é até melhor dar frutinhas batidas do que outro leite…

O ideal seria você dar um pulinho numa reunião das Amigas! Assim poderíamos conversar e trocar idéias pessoalmente, além de ensinar a ordenha. Caso você não more no Rio, procure um hospital com o título “Amigo da Criança” na sua cidade. Eles devem ter profissionais bem treinados em amamentação que irão ajudar.

Qualquer dúvida, escreva para a gente. Boa sorte e força!

Um grande abraço,

Karina
Amigas do Peito

About these ads

Tags:

Uma resposta to “O pediatra disse que meu leite está acabando. O que devo fazer?”

  1. Miriam Oliveira Says:

    Olá, pessoal!
    Como grande parte das mães, tenho dúvidas. A resposta dada a essa mãe me ajudou muito. Estava em busca de uma orientação e me senti amparada pela resposta acima.

    Um grande abraço,

    Miriam

Os comentários estão desativados.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: