Depoimento 1 – Amamentação é vida!

Prezadas Amigas,

Quero registrar a minha experiência com a amamentação, pois, está sendo a maior emoção da minha vida!

Minha filha está com um ano e dois meses e ainda mama no peito, mamou exclusivamente até os seis meses e o resultado disso é uma criança muito saudável e com um desenvolvimento emocional muito bom, tem uma inteligência aguçada e sei que tudo isso é produto da amamentação.

Já era uma defensora da prática e agora tenho plena consciência do quanto é possível e, mais que tudo, É FUNDAMENTAL amamentar ! Isso resulta em qualidade de vida para os pais e para o bebê. Minha filha teve seu primeiro resfriado com 1 ano e um mês, sarou rapidamente, pois tem um sistema imunológico fortalecido pelo leite materno.

É impossível traduzir em palavras o que é a amamentação em termos de afetividade, pois é uma experiência que beira ao sublime… é um ato de alimentação orgânica, sem dúvida, mas é também uma troca de emoções e afetos que irá repercutir em toda vida do bebê. Ainda que o cansaço às vezes se faça presente, é impossível descrever a emoção de uma mãozinha acariciando nosso peito, rosto, mesmo quando a madrugada é fria… Tenho vivido momentos de grande emoção.

Hoje estava assistindo ao programa Pensando em Você da TVE e pude conhecer melhor o trabalho de vocês. É fantástico e não pode parar, pois infelizmente muitas pessoas ainda se deixam levar pelo mitos do: “leite fraco, seios que ficarão flácidos, o bebê está chorando de fome, quero voltar a praticar exercícios”, entre outros que acabam criando espaço para alergias, diarréias e problemas de ordem emocional futuros. Sei de amigas que recentemente tiveram filhos e com menos de 20 dias já estavam dando Nan, não é um absurdo?!

Mas é válido ressaltar que o apoio do pediatra da minha filha foi muito relevante neste processo.

O mundo está com pressa e ninguém tem tempo, as pessoas não se entregam, não se envolvem, as emoções são passageiras e superficiais… Amamentar vai na contra-mão deste mundo moderno, pois dá trabalho, exige disponibilidade afetiva, exige entrega e exige dedicação, por isso o trabalho das Amigas do Peito é fundamental!

Gostaria de ajudar, infelizmente no momento não posso ajudar financeiramente, mas quem sabe poderia ajudar dando meu depoimento em reuniões ou mandando algum texto para alguma publicação, fica a sugestão.

Um abraço e SUCESSO TOTAL

Da amiga do peito

Mariângela Venas, psicóloga

Cara Mariangela, tudo bem?

Estou em Buenos Aires, mas essa mágica possibilidade de nos contatar via rede, fez com que eu também recebesse tua carta tão apaixonada.

Antes de mais nada, parabéns por estar amamentando tua filha nesse esquema, esquema este, que nós, Amigas do Peito, vimos promovendo desde 1980. E parabéns ao teu pediatra, quem como você bem disse, é figura fundamental nesse processo.

Queria aproveitar a tua proposta de ajuda!! Nós e muitas, muitas mulheres precisamos, sim!!!!!! Tua vivência tão rica é importante pra todas que estamos nessa luta.

Justamente hoje, conversando com uma amiga aqui, ela me comentou que uma amiga sua, no sul do Brasil, teve uma neném e está se sentindo absolutamente só e abandonada. Explico: ela é uma mulher profissional, de S.P., mas com seu marido, resolveram se mudar pro sul, pra casa do sogro, e terem o neném lá. Tudo correu bem, mas…ela não conhece um’alma viva, e está tendo problemas com a amamentação. Claro que as Amigas do Peito, da sede, podemos entrar em contato com ela, mas, lendo tua carta e sentindo tua empolgação (que é a mesma que a nossa !!!), pensei em mandar tua carta para essa mae. Voce me daria autorização????

Por outro lado, onde voce mora? No Rio? Nesse caso, por que não aparece nas nossas reuniões de grupos de Mães, que são a essência de nosso trabalho???

Bem, espero tua resposta.
Um forte abraco latinoamericano,
Bibi.
Amigas do Peito

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: