Compressas frias e quentes: como usar?

Compressas mornas – O calor aumenta a irrigação sangüínea local e a dilatação dos ductos de leite, aumentando a produção de leite. Por isso, as compressas mornas são indicadas para aumentar o fluxo de leite na mama não-empedrada (macia) e coletar leite para armazenamento… Cuidado: não devem ser usadas em mamas muito cheias, pois aumentam o ingurgitamento e podem causar dor/mastite.

Bacia de água morna/tépida – Coloque as mamas com os bicos para baixo na água e “rebole” para o leite sair. Para não haver dor, sempre coloque primeiro os bicos e verifique se a saída do leite está desimpedida! Dica: ao invés de bacia, pode-se usar a banheira do neném para colocar a água.

Banhos mornos – Mesmas indicações das compressas mornas. Ajudam a desobstruir os ductos de saída de leite, aliviando a dor e facilitando o esvaziamento. O banho também relaxa e descontrai a musculatura. Cuidado: pode aumentar a produção, causando mais ingurgitamento! O que fazer: depois do alívio pelo esvaziamento da mama, colocar compressa fria.

Compressas frias (não gelada!) – São anti-inflamatórias e diminuem a irrigação sanguínea e, conseqüentemente, a produção de leite. Cuidado: contraem os ductos, causando dor nas mamas ingurgitadas, por causa do grande volume de leite dentro dos ductos.

Banhos de água fria ou na temperatura ambiente – Alivia a dor causada pelo excesso de leite, esfriando as mamas endurecidas e quentes e aliviando a mãe com “febre de leite”. Permite melhor manipulação das mamas.

Anúncios

Tags:


%d blogueiros gostam disto: