É verdade que depois de um ano o leite materno não é mais nutritivo?

Alguém chegou a ver a reportagem da última revista Crescer, “Bebezões que Mamam”? O artigo condena a amamentação após o primeiro ano de vida, dizendo que tira a autonomia do bebê e que não há nenhuma vantagem nutricional. Que a OMS só recomenda porque assim se evita o risco de contaminação por baixa higiene nos países subdesenvolvidos.

Fiquei chocada, porque meu filho de 1 ano e 4 meses ainda mama no peito. Ele come normalmente, mas no café da manhã e às 5 da tarde ele mama. É verdade que a amamentação nessa idade não agrega nada? Estou enfrentando tantas críticas e preconceitos para continuar amamentando pois achava que realmente havia benefícios…

Alguém sabe me dizer?

Abraços,

A.

Cara A.,

Nós não concordamos com este posicionamento. Até onde se saiba, as substâncias nutritivas do leite não desaparecem após o primeiro ano. Inclusive, as amas de leite de outros tempos, muitas vezes mantinham a amamentação initerrupta por dois ou mais filhos das patroas. A preferência era realmente que tivessem filhos da mesma idade mas… Bem, hoje mesmo recebi um depoimento que contraria esta postura: Uma amiga cujo filho tem 1 ano e meio e amamenta duas a três vezes ao dia normalmente, passou a amamená-lo exclusivamente por uma semana por causa de uma doença com muita febre e outros sintomas infecciosos. O que aconteceu é que ele não emagreceu NADA. Um leite sem valor nutritivo, durante uma doença, sem outros alimentos (nem água), manteria o peso da criança? O bom senso diz: claro que não! Cabe a nós estar contando as maravilhas da amamentação para todos, e defendendo a amamentação dos seus detratores a cada passo!!!

Vamos lá!

Maria Lúcia
Amigas do Peito

Anúncios

Tags:


%d blogueiros gostam disto: