Por que minha filha de dois meses chora tanto e parece nunca estar satisfeita?

Boa tarde,

Estou amamentando minha filha de 2 meses e meio (prematura), com leite materno exclusivamente, e parece que ela nunca está satisfeita, fica muito agitada. Às vezes esvazio os 2 peitos para ela se sentir saciada, o que geralmente acontece no final da tarde.

Isso é normal? O que devo fazer para ela ficar mais calma? E o que faço para meus peitos não doerem tanto?

Me ajudem…

Muito obrigada,

V.

Oi V.!

Tenho uma filha (Joana) de 3 meses, que durante mais ou menos 1 mês, ficou com um comportamento bem parecido da sua neném. Já li em vários livros que alguns bebês entre o 2º e 3º mês, passam por uma fase que eles chamam de “crise da lactação” – que é quando o bebê está crescendo, necessitando de mais leite e o organismo ainda não está habituado àquela demanda atual do bebê.

O que fiz foi colocar Joana mais vezes no peito (porque ajuda a aumentar a produção mais que tudo!) e compressas mornas de 10 a 15 min várias vezes ao dia (ou então, quando tinha sol, banhos de sol nas duas mamas) e suspendi as compressas quando achei que normalizou a produção de leite e que Joana já não estava tão “sedenta” de peito.

Agora, sua bebê está mamando somente no peito? Você tem usado mamadeira? Se a resposta for sim, o ideal é que você retire essas mamadeiras e ofereça em copinho ou colher, porque a mamadeira atrapalha as mamadas ao peito e confunde o bebê (é muito fácil chupar a mamadeira do que sugar o peito).

Outra coisa que me veio a cabeça (e aconteceu com meu filho mais velho, Mateus), é observar a posição do corpo dela na hora das mamadas – o bebê deve abocanhar a maior parte da aréola (parte escura da mama), a boquinha bem aberta, o corpo todo do bebê de frente para a mãe – essa postura garante uma pega ao peito eficaz, fazendo com que o bebê consiga retirar todo o leite , saciando suas “fomes diversas”.

E por último, o peito doendo pode significar que ela não está abocanhando eficazmente o peito, corrigindo a postura dela como especifiquei acima, tudo ficará mais tranquilo. Às vezes algumas mulheres têm uma sensibilidade e até mesmo dor, nas mamas, mas procure observar a pega dela no peito.

Temos reuniões de apoio em vários bairros do Rio e uma em Niterói. Que tal aparecer em uma mais perto da sua casa?

É sempre bom, nessas reuniões, dividir dúvidas, alegrias, experiências… Saímos de lá, mais renovadas e fortalecidas, porque, continuar amamentando nossos filhos, na cultura (de mamadeira) que estamos mergulhadas, é como ganhar medalha de ouro pela nossa persistência e vontade de praticarmos um ato que só quem o pratica sabe do seu real valor e sentimento.

Um grande abraço e tudo de bom para vocês!

Claudia Imenes
Amigas do Peito

Anúncios

Tags:


%d blogueiros gostam disto: