Archive for the ‘Cartas’ Category

Cartas e dúvidas sobre amamentação

24 \24e novembro, 2008

Amigas, mães, pais e famílias com dúvidas sobre amamentação: por favor, escrevam para o e-mail amigasdopeito@amigasdopeito.org.br . Esse sistema é melhor, pois através dos comentários não conseguimos enviar anexos e outras informações úteis. 

Abraços, Karina
Amigas do Peito

Anúncios

Amigas do Peito – Quem Somos, Nossa Identidade, Nosso Nome

30 \30e junho, 2008

O grupo de mães Amigas do Peito foi formado em 1980. Na época, praticamente não existiam grupos de apoio à amamentação e essa expressão “amigos/as do peito” significava apenas uma grande amizade. Só havia no Brasil poucos profissionais que defendiam a amamentação e um grupo iniciante no nordeste chamado La Leche League, parte de uma organização internacional com uma estrutura própria. Nos anos 1980, estivemos presentes nos esforços em aumentar a licença maternidade e defender o alojamento conjunto; na luta pela licença paternidade; nas ações junto com o antigo INAN/MS como integrantes do Comitê de Comunidade; em parceria com a IBFAN nas primeiras  comemorações de conquistas de leis de defesa do consumidor mais vulnerável; com a WABA nas campanhas da Semana Mundial de Amamentação e em muitas outras conquistas que favorecem a amamentação.

 

Quando o IFF, como o Centro de Lactação, iniciou a sua nova forma de captação de doadoras, nós, Amigas do Peito, estivemos presentes nas salas de acolhimento das mães, para conversar, acolher, ajudar com orientações de ordenha e apoiar. Quem desejar conhecer todas estas participações e formas de atuação, nossos arquivos estão disponíveis, além das informações já incluídas em nossa página na Internet (www.amigasdopeito.org.br).

Como mães entendemos que na brincadeira muito se pode educar. Foi assim que iniciamos outras atividades como as bonecas que amamentam e seus parceiros, o AmamentArte, os bichinhos, os livros, as músicas, as exposições de humor e de fotografias. Nos propusemos a desenvolver uma forma de promover a formação do conceito de amamentação desde a mais tenra infância, com base na prática, na experiência. Com alegria, informamos que um manual sobre o uso do material lúdico / educativo na amamentação foi lançado no ENAM 2008. É uma opção nossa não dar nome às bonecas nem colocar palavras nos livros de pano permitindo que a criança se aproprie do brinquedo e  escolha o nome e como contar a sua história.

Quem já teve oportunidade de nos conhecer, sabe que não somos banco de leite, nem fazemos coleta/atendimento a domicílio, nem nos identificamos como profissionais de saúde. Orientamos e apoiamos as mães e as famílias na prática da amamentação através de reuniões de grupo, de atendimento telefônico, por cartas e por internet (página e e-mail). Calculamos que mais de 800 mil pessoas já passaram pelos nossos projetos.

Trabalhamos continuamente por produzir espaços de trocas de experiências e informação criativa, pública e gratuita a todos que nos procuram. Somos uma referência nas cartilhas distribuídas  nas maternidades do Rio de Janeiro, estamos na lista telefônica e somos indicadas a qualquer pessoa que ligue para o serviço 102 no Rio. Nossas atividades são todas baseadas em trabalho
voluntário de mães que amamentam/ram e freqüentam pelo menos um ano os nossos grupos de apoio e as reuniões em nossa sede.

Temos inúmeros exemplos de como o uso de nosso nome gera transtornos de ordem moral e material no nosso cotidiano. Isso ocorre quando nos ligam a cobrar pedindo buscas de leite em casa, quando reclamam de um serviço prestado e freqüentemente cobrado por terceiros legitimado pelo uso do nosso nome, quando simplesmente relacionam nosso nome a ações que ferem nossa filosofia e, em vários casos, ações associadas a patrocínios e apoios de entidades que ferem os princípios de nosso estatuto como organização. Mesmo em nossa própria trajetória, tivemos experiências com outros grupos fora do Rio de Janeiro (Porto Alegre, Brasília, entre outros) que nos comprovaram a dificuldade de manter uma identidade.

Continuamos recebendo pedidos de abertura de grupos com o nosso nome, o que muito nos orgulha. No entanto, quando gentilmente recusamos essas ofertas, o fazemos com base na experiência das dificuldades de manter a mesma forma de trabalho sem termos uma infraestrutura que permita este crescimento. Por tudo isso, nossa opção tem sido a de incentivar, promover e apoiar a criação de outros grupos de mães e ações pró-amamentação com características e nomes próprios.

Não nos achamos melhores do que ninguém. Acreditamos que há espaço para muitas outras formas de trabalhar com a amamentação, igualmente necessárias e válidas. Mas somos e queremos continuar sendo um grupo de mães que compartilha sua experiência e seu conhecimento adquirido sobre a prática da amamentação, com identidade e nome próprio.

Nossa história de quase 28  anos de luta e trabalho a favor da amamentação comprova nosso companheirismo, nossa participação em vários projetos e ações que não são de nossa autoria.  Em nossa página (Seção Nossa História) há uma extensa lista de nomes de pessoas e organizações a quem também agradecemos pelo apoio e ajuda que nos deram ao longo de nossa existência. Somos solidárias a todos que trabalham pela amamentação, mas lutamos para manter nossa identidade como grupo de mães, que acredita na troca e ajuda mútuas, com apoio e busca de prazer e autonomia de famílias, mães, pais e bebês no processo da amamentação.

Acreditamos que essa busca pela solidariedade, satisfação e autonomia na amamentação se reflete em toda a vida dos envolvidos. É um aprendizado contínuo, que não se resume à amamentação.

Em nome de todas as mulheres, mães, pais, bebês, famílias e à memória daquelas que ajudaram a construir a trajetória desse grupo de mães, recebam nosso abraço,

Grupo de Mães Amigas do Peito
www.amigasdopeito.org.br

 

Parabéns ao site

28 \28e junho, 2008

Cidade: Piracicaba
 Estado: SP
Assunto: bebe
 Meses: 4
 Comentários: Oi
 Estou enviando a mensagem para parabenizar o site!
 Nunca antes tinha encontrado um site tão completo sobre amamentação.
Achei  uma maravilha! Tenho um bebê de 4 meses que só mama no peito por
muita
 insistência e paciência minha, pois todo mundo sempre apóia a amamentação
mas não sabe o quanto é dificil e quantas dificuldades aparecem no
decorrer do tempo.
 Participo de vários fóruns e sempre indico o site para mamães que tem
 dúvidas sobre amamentação!
 Obrigado por este site maravilhoso, está me ajudando muito e estou muito
 feliz, pois posso acabar com minhas dúvidas (que ainda são muitas) e
 continuar a amamentar meu bebê por muito tempo!
 Um grande abraço! C.

Querida C.,

 Você está sendo um bálsamo nesta semana.
 Saber de gente que nos quer bem é uma bênção.
 Seria muito bom que se um dia você vier ao Rio Venha fazer uma visita ao nosso
 grupo.
 Um grande beijo,
 Maria Lúcia
 Amigas do Peito

Parabéns!

28 \28e junho, 2008

Cidade: Montes Claros
 Estado: MG
 Assunto: outro
 Qual? Parabenizar pelo atendimento
 Comentários: Olá,
 queria parabenizar a equipe das amigas do peito pelo ótimo atendimento.Não
sou gestante, mas desde o começo do telefonema já fui atendida com muita
atenção e conforto.Sempre que puder passarei para olhar as novidades,
aprender mais e quando possível, postar conhecimentos sobre meus estudos.
 Obrigada! K

Recado a todas as mulheres

28 \28e junho, 2008

 Cidade: Mirassol

 Estado: SP

 Assunto: outro

 Qual? AMAMENTAÇÃO

 Comentários:   Olá pessoal! Apenas queria deixar um recado à todas as

Mulheres: tenho um bebê que está pra fazer 6 meses e está apenas mamando o

Leito materno. Ele se desenvolveu de uma forma que nem os pediatras se

Conformam, ele sempre esteve adiantado para a idade dele desde que nasceu em

Todas as atividades, cresceu rapidíssimo e sempre esteve com o peso acima da

Média. Ele tem uma energia que dá gosto viu! Nunca dei chupeta e nem vou dar

Mamadeira, ele vai direto para o copo. Sempre foi um bebê calmo, sempre

Dormiu bem e muito alegre. Por isso deixo um conselho: amamente seus filhos,

Mas amamentem com muito amor, pois o retorno disse é de nos deixar com muito

Orgulho de nossos filhos! C.

Estou com muito leite mas meu bebê de 4 dias não pega o peito. O que fazer?

6 \06e novembro, 2007

T,

Essas primeiras semanas da vida dos nossos bebês são realmente uma caixinha de surpresas…. Minha filha Joana também dormia muito durante as mamadas, tive também as minhas mamas muito cheias e tratei de, após as mamadas, fazer compressas frias, para que elas não enchessem demasiadamente e me causassem desconforto…

O ideal é fazer o que você já fez: ordenhar o peito antes das mamadas, para que a aréola fique macia e facilite a pega da boca do bebê, mas não é só isso, é importante evitar nesse período principalmente, o uso de chupetas e mamadeiras porque, alguns bebês fazem confusão de bicos dificultando o processo da amamentação (o que pode ter acontecido com o seu bebê).

Observe se o corpo do seu bebê está alinhado ao seu (ou seja, a barriga dele de frente para o seu corpo), porque quando o rosto do bebê está virado para o peito e o tronco para o teto, isso dificulta e muito uma pega e o esvaziamento do peito, fazendo o bebê se cansar e chorar!

Uma outra dica é (se o peito ainda estiver enchendo muito) – fazer compressas frias de 10 a 15 min, várias vezes ao dia- isso ajuda a diminuir a produção do leite), mas quando você achar que a produção está legal, pare com as compressas, ok?

A cada mamada, ofereça um peito, observe se ele ficou bem mais mole do que o outro que não foi mamado: assim você estará garantindo que o bebê mame todo o seu leite e inclusive o leite final da mamada que é rico em gorduras, garantindo um crescimento para o seu filhote!

Bom, qualquer dúvida, temos várias reuniões do grupo em diversos bairros ( Tijuca, Niterói, Botafogo, Catete e Gávea), escolha uma e compareça!

Ou, se não puder e quiser conversar conosco diretamente nos ligue para o Disque-Amamentação (21) 2285 7779.

Um grande abraço !

Claudia Imenes
Amigas do Peito

Como evitar cólicas no meu bebê?

6 \06e novembro, 2007

Boa noite,
Estou amamentando e gostaria de saber quais os alimentos que devo evitar para que não dê dor de barriga na minha filha.
Um grande abraço e muito obrigada,
C.

Oi C.,

Não existem alimentos proibidos nem soluções mágicas para evitar as cólicas nos bebês. Em relação aos alimentos durante a amamentação: não há regras quanto a isso, embora o bom senso diga que a mãe deve evitar as comidas com potencial de causar infecções gastro-intestinais (principalmente se comidas em restaurantes). O motivo é evitar qualquer coisa que possa causar desidratação na mãe e prejudicar a sua produção de leite etc. Mas isso é apenas uma precaução geral, que deve ser analisada caso a caso.

Você não disse a idade da sua filha, mas imagino que ela tenha poucos meses. Aprendemos com as pesquisas e com a nossa própria experiência que um bebê tende a estar bem acostumado com a alimentação que a mãe tinha durante a gravidez. Assim, um bebê mexicano ou baiano está acostumado à comida apimentada desde o útero, por exemplo.

m relação às cólicas, não existe consenso. Eu pessoalmente acredito que não há dietas contra cólicas. Conhecemos todos os tipos de casos: mãe que fez dieta, mãe que não fez, e bebês que têm e outros que não têm cólicas. Cólica na verdade é o processo de adaptação do bebê à vida! Só requer paciência e calma. A única solução mágica para cólicas é esperar o bebê fazer três/quatro meses!! Elas passam! Use o seu bom-senso e siga sua intuição.

Comer alimentos saudáveis e nutritivos para manter um consumo extra de calorias exigido pela amamentação e, principalmente, beber muitos líquidos e descansar!

Costumo dizer para as mães que a melhor solução para as cólicas é passar o bebê para o colo de alguém que esteja bem calmo e tranqüilo :). Na hora do choro (muito comum entre 18 e 23 horas) geralmente estamos exaustas e sem paciência — é a hora em que há uma baixa de resistência geral, física e emocional. Essa é uma boa hora para pedir ajuda, tomar um banho e comer alguma coisa quentinha. Dar um banho morno no bebê também acalma. Deitar numa rede com o bebê de bruços no seu peito… Tudo que puder ser feito para relaxar ajuda.

A boa notícia é que tudo isso passa em torno dos 3 ou 4 meses de vida da criança.

Qualquer dúvida, escreva para a gente.

Grande abraço,
Karina
Amigas do Peito

Como armazenar o leite ordenhado?

6 \06e novembro, 2007

Quero começar a tirar leite pois voltarei a trabalhar no início de março (daqui a três meses), para isto comprei uma bomba elétrica. Como devo proceder? Devo tirar após cada mamada dele? E neste caso, devo tirar dos 2 peitos? Ou devo tirar 1 vez por dia? Como devo proceder com a estocagem do leite? Posso congelar em congelador de geladeira ou deve ser em frezzer? Por quanto tempo posso congelar? O pediatra me disse que posso congelar por 6 meses, é isto mesmo?

Não existem regras fixas. Cada mãe, cada bebê e famílias são únicas. Veja qual o horário em que você se adapta melhor. O que estiver bom para todos, estará certo! Lembre-se de começar com bastante calma, se dando vários dias para se adaptar ao novo processo. Talvez fosse bom esperar um pouco. Você pode relaxar agora (afinal, acabou de passar por um parto e um novo bebê!!) e deixar para se fazer a ordenha quando faltarem duas semanas para a volta ao trabalho…. Veja na nossa página no item “Volta ao Trabalho” várias dicas sobre isso. O tempo de conservação do leite materno segundo a Rede Nacional de Bancos de Leite Humano, é o seguinte:

– congelador da geladeira ou freezer por 15 dias

– geladeira SEMPRE na 1ª prateleira (mais fria) por até 24 horas

– temperatura ambiente: até 4 horas

ADAPTAÇÃO E PRIMEIROS DIAS DO BEBÊ

6 \06e novembro, 2007

O que é uma pega facilitadora? Geralmente ouvimos falar que amamentar dói! As pessoas dizem: “É assim mesmo: machuca e a mãe tem que agüentar!” Mas não tem que ser assim! A dor ou o aparecimento de fissuras no mamilo podem ser causadas por uma pega inedequada do peito

Como fazer? Pega faciltadora do peito significa: o bebê abocanhar uma boa parte da aréola (parte mais escura do peito) ou ela toda,se for pequena;a boca do bebê deve estar bem aberta, com o lábio inferior voltado para fora (tipo “beicinho”) e o queixo encostado no nosso peito;a barriga do bebê deve estar TOTALMENTE virada para a nossa barriga.

Como acomodar o bebê? Para facilitar essa pega , a postura do bebê também tem grande importância! A barriga dele deve estar em contato com a nossa barriga, em qualquer uma dessas posições qu eestivermos: deitada, sentada, em pé… Para muitas mães, uma boa dica é dar de mamar na posição “cavalinho”, com o bebê sentadinho de frente para o peito.

Ampliação da Licença Maternidade

22 \22e outubro, 2007

Eu tenho um bebê de 4 meses o qual alimento exclusivamente com leite materno a minha licença ( que já foi ampliada os 15 dias) acabam dia 25/10. Fiquei muito feliz hoje ao saber sobre a aprovação do projeto de lei de seis meses. Vocês estão sabendo de alguma coisa? Será que posso recorrer de alguma forma? Por favor me respondam. Obrigada!

Olá A.!

A CDH (Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa) do Senado aprovou nesta quinta-feira o Programa Empresa Cidadã, que prevê a ampliação da licença-maternidade de quatro para seis meses. A decisão é válida para trabalhadoras de empresas privadas que aderirem ao projeto. A adesão é facultativa, tanto para a empresa quanto para a trabalhadora.

O projeto prolonga de 120 para 180 dias a licença-maternidade, permitindo que mãe e filho convivam por mais tempo. O objetivo do projeto é destacar a importância do vínculo entre a mãe e o bebê, garantindo a amamentação nesses seis meses. Nos primeiros meses de vida do bebê, o leite materno funciona também como uma espécie de vacina para vários tipos de doença comuns no período.

Segundo a proposta, o salário dos dois meses excedentes seria pago pelas empresas, e não pela Previdência Social. A idéia é não sobrecarregar o INSS, que já gasta por ano cerca de 1 bilhão de reais para manter em casa mulheres que acabaram de dar à luz.

O empregador, por sua vez, terá isenção total no Imposto de Renda do valor pago às trabalhadoras nos dois meses a mais de licença.

Portanto, apesar de aparentar uma vitória, ela ainda não´o é, porque, de qualquer forma ,a mulher de carteira assinada,vai depender da boa vontade da empresa que trabalha..o que nem sempre, a mulher pode contar com isso, né?

Grande abraço

Claudia Imenes

AMIGAS DO PEITO