Posts Tagged ‘SITUAÇÕES ESPECIAIS’

Tenho que viajar por três dias. Como fica a amamentação?

20 \20e março, 2006

Boa Tarde!!

Estou muito aflita e não tenho muito a quem recorrer. Fui pesquisar na Internet e encontrei vocês, graças a Deus. Tenho uma filha de 1 ano e tenho viajado a serviço pelo país. Nas ultimas 3 viagens levei minha filha, mas agora não dá mais para levar pois o serviço não tem permitido e a pessoa que ficava com ela no Rio não pode mais ficar. Semana que vem estou com viagem marcada para Sao Paulo e não sei o que fazer. Terá algum problema deixar minha filha sem mamar por 3 noites? Ela não aceita mamadeira de maneira nenhuma. come tudo na colher.

Me ajudem por favor!! Grata,

E.

Cara E.,

Creio que você pode pressionar o serviço para levar a sua filha, mas se isto realmente não for possível, dá para retirar leite e dar na canequinha por três dias. Na volta, você torna a dar peito, sem problemas. Já passei por isto, e embora minha filha fosse mais velha um pouco, ficou tudo ficou bem. Mas o que importa é que você pode pleitear a companhia da sua filha e citar a Organização Mundial de Saúde que preconiza a amamentação exclusiva (sem outros alimentos) até o sexto mês e que se mantenha a amamentação por dois anos ou mais.

Boa sorte!

Maria Lúcia
Amigas do Peito
PS da Karina: Nos grupos, temos ouvido experiências de várias mães que viajam a trabalho e conseguem retomar a amamentação normalmente na volta, mesmo em viagens de mais de uma semana. É claro isso é mais fácil em crianças mais velhas, que podem entender a situação. Durante a viagem, pode acontecer de os peitos da mãe ficarem doloridos, sentindo falta da mamada. Se não houver condições de armazenamento, o jeito é retirar o excesso de leite no banho morno, por exemplo.

Anúncios

Posso voltar a amamentar depois de tirar a vesícula?

20 \20e março, 2006

Bom dia,

Meu nome é N., gostaria de saber o seguinte: fiz uma cirurgia da vesícula e estava amamentando meu bebê de 1 ano e um mês. Tive que parar de amamentar porque usei muitos medicamentos. Agora não posso mais dar de mamar?????

Me reponda por favor,

N.

Cara N.,

Arrancaram sua vesícula, não seus peitos, graças a Deus! É brincadeirinha, mas só para dizer que pode amamentar por quanto tempo mais desejar!!!

Muitos abraços,

Maria Lúcia
Amigas do Peito

Meu bebê toma complemento. Posso voltar à amamentação exclusiva?

20 \20e março, 2006

Meu bebê já está com dois meses. Com quinze dias de vida o pediatra pediu para complementar a amamentação com mamadeira visto ele não estava ganhando peso. O bebe não largou o peito mas até hoje existe a complemetação com a mamadeira. Existe a possibilidade do bebê voltar a mamar somente no peito? Como fazer isso?

G.

Cara G.,

O leite de peito é como buraco, quanto mais tira, maior fica. Assim, se você passar a oferecer seu peito apenas ao neném, ele vai mamar com intervalos menores até aumentar a sua produção e daí não usará mais complemento. O leite que sai primeiro do peito é rico em proteínas e sais minerais mas tem menos quantidade de gordura que o segundo leite, mais branco e opaco. Este é rico em gorduras e favorece o ganho de peso da criança. Uma outra dica é ordenhar o primeiro leite e deixar para oferecer no copinho sem tampa (xícara, ou mesmo o copinho de cachaça) depois do bebê mamar o segundo. Também conversar com outras mulheres que já passaram por isto pode acalmar você, pois as cobranças de ganho de peso são imensas. Muitas vezes a criança ganha peso, mas todos desejam que ganhe muito mais…

Até!

Maria Lúcia
Amigas do Peito

Meu bebê é adotado. Posso amamentar?

20 \20e março, 2006

Parabéns por essa adoção! Sim, a mãe adotiva pode amamentar! Nesses anos de trabalho do grupo Amigas do Peito, acompanhamos vários casos bem-sucedidos. É uma decisão que cabe à mãe e à família, mas as Amigas do Peito podem dar todo o apoio.

Uma mulher pode produzir leite mesmo sem engravidar?
Sim. Aprendemos com as Amigas do Peito que é possível! Fazer massagens no peito, colocar compressas mornas e utilizar a técnica de relactação ajuda muito. No entanto, o maior estímulo para a produção do leite vem da sucção da boca do bebê. Por isso, mães que passaram por essa experiência ofereciam o peito muitas vezes por dia, de oito ou mais.

Será que eu consigo?
Como em qualquer situação de amamentação, a conquista está relacionada ao desejo de amamentar e também à persistência e ao apoio. Tudo isso depende da mãe e das pessoas que estão mais próximas dela: familiares, companheiros, amigos e outras mães que já passaram pela experiência (como as que freqüentam os grupos das Amigas do Peito). Trocar idéias com todos os envolvidos ajuda bastante. A tranqüilidade e o estado emocional também influenciam.

Como fazer a relactação?
As técnicas de relactação ou de lactação adotiva podem ser utilizadas e adaptadas a cada caso.

A forma mais freqüente de lactação é o uso de sonda nasogástrica nº 4 ou 6 com a extremidade cortada e arredondada (abaulada pelo fogo) para não machucar a boca do bebê. A ponta da sonda fica junto ao bico o peito (pode ser presa com uma fita crepe) e a outra ponta da sonda é mergulhada no leite. O leite pode estar em uma seringa, copinho ou qualquer vasilha limpa.

O recipiente que contém o leite deve estar em local mais alto do que o peito. Assim, a sonda se enche e leva o leite até a ponta que está junto ao bico, chegando à boca da criança que está mamando. Pode-se então abaixar o recipiente para forçar a sucção. Se o líquido estiver na seringa, basta comprimir o êmbolo devagarzinho.

A foto acima foi cedida por uma das mães que utilizaram a técnica através da ajuda das amigas do Peito. A vasilha está embaixo para facilitar a visualização na fotografia.

Qual leite oferecer ao bebê?
O leite humano é o melhor alimento para os bebês. Se possível, oferecer leite humano ordenhado. Se não, pode-se oferecer leite de algum outro animal adaptado, como os das fórmulas para recém-nascidos.

Quando a mãe começa a produzir seu próprio leite?
Ao mesmo tempo que mama o peito, o bebê vai recebendo o alimento e estimulando a produção da mãe. Com o passar dos dias, a mãe começa a produzir seu próprio leite, em quantidades cada vez maiores. Assim, pode-se reduzir a quantidade administrada pela sonda.

Meu leite será suficiente?
Famílias, mães e crianças são únicas. Algumas mães conseguem abandonar o uso da sonda rapidamente. Outras passam toda a amamentação do filho adotivo utilizando a técnica. Em amamentação, não existem soluções certas ou erradas.

Cada pessoa deve encontrar seu caminho. Pela nossa experiência, observamos que uma das coisas mais importantes em todo esse processo é receber apoio e solidariedade – e é isso que as Amigas do Peito procuram oferecer em todas as suas atividades.

Gostaria de consumir bebida alcóolica. Como faço com a amamentação?

20 \20e março, 2006

Olá!

Tenho uma festa e gostaria de consumir um pouco de bebida alcóolica. Eu posso tirar o leite antes da festa, guardar na geladeira ou freezer e usar este leite para dar ao bebê enquanto o meu leite ainda estiver saindo com o álcool que eu consumi? Quanto tempo demora para que o alcóol pare de ser expelido junto com o leite?

Grata,

C.

Cara C.,

Esta é a conduta esperada realmente. Dependendo do consumo basta uma mamada ou duas para eliminar a maior parte do álcool. Na verdade nosso organismo leva 26 horas mais ou menos para metabolizar totalmente o álcool, mas se bebermos pouco e depois ingerirmos bastante líquido, isto ajuda a eliminar o que é demasiado para o metabolismo do bebê. De toda forma, evitar os abusos também é uma boa medida.

Maria Lúcia
Amigas do Peito

Fiz plástica. Posso amamentar?

20 \20e março, 2006

Ao longo da sua história, as Amigas do Peito têm dado apoio a muitas mulheres que desejam amamentar após fazer cirurgia plástica nos seios. Cada experiência é diferente da outra mas, na maioria dos casos, é possível amamentar sem problemas.

Algumas mães com cirurgias de redução de mama precisam do auxílio das técnicas de relactação. Antigamente, muitas cirurgias eram feitas sem o cuidado necessário com as glândulas mamárias. Hoje em dia, isso é menos freqüente. Como em toda situação de amamentação, o contexto cultural, social e familiar em que a mãe e o bebê vivem é às vezes mais importante do que os fatores biológicos. Por isso, acreditamos muito no apoio afetivo e psicológico das reuniões de ajuda mútua!

Fiz plástica e meu bebê está na mamadeira. Posso fazer a relactação?

20 \20e março, 2006

Bom Dia!

Estou em busca de informações sobre a relactação. Meu bebê nasceu em 01/10/03, e na maternidade (alojamento conjunto) consegui amamentar e até àquele momento considerei que havia sido normal. Após a alta, que ocorreu na sexta, tive duas noites onde quase cheguei à loucura com o bebê, que chorava descontroladamente. Durante o dia ele era sempre mais calmo. Ainda oferecia o peito de acordo com sua demanda. No domingo pela manhã procurei seu pediatra e ele concluiu que o bebê estava passando fome e me sugeriu a complementação com o NAN. Oferecia o peito e complementava com o NAN no copinho.

Na segunda de manhã, procurei o Banco de Leite em busca de orientação sobre amamentação e na ordenha mecânica consegui com muito custo retirar 20ml de leite que ofereci ao bebê no copinho. Nesse dia meu bebê apresentou suspeita de hipoglicemia (estava com 5 dias de vida). Devo ressaltar q ele nasceu com 4,630kg e 52,5cm. Após conversar com o pediatra que o atendeu no PS, concluímos que meu leite não estava sendo suficiente em função de uma mamoplastia redutora que fiz há aproximadamente 8 anos. Finalmente ao passar por todas essas emoçoes eu estava psicologicamente fragil (faço terapia desde agosto/02) e no desespero por ver o sofrimento do bebê e toda sua agonia ao ser alimentado no copinho acabei entrando com a mamadeira. Eu já estava triste por não ter feito o parto normal, devido ao tamanho do bebê e o fato de não conseguir amamentá-lo me deixou ainda mais abalada…

Apesar de entrar com o NAN na mamadeira ainda fiquei com aquela sensação de que deveria tentar de novo (meu coração tá me pedindo isso) e o que gostaria de saber de vocês é a possibilidade de relactaçao e se é possivel saber se a cirurgia afetou mesmo a conformação da mama a esse respeito interferindo na distribuição do leite. Espero que vocês possam me mostrar uma luz pra tentar de novo.

Atenciosamente,

F.

Cara F.,

Você mora no Rio? Creio que seria importantíssimo que você aparecesse em uma de nossas reuniões. Para começar, as informações pedidas sobre relactação estão em nossa página e qualquer dúvida é só telefonar ou escrever de novo. Os locais de reuniões também podem ser encontrados na hp.

E… a primeira coisa que reduz o leite é culpa e cobrança. Até onde eu saiba um recém-nascido que mame sem hora marcada pode muito bem se manter sem hipoglicemia ou outra coisa assustadora destas com menos de 20 ml de leite. De mais a mais, ordenha não retira tudo que o peito produz, a boca mama mais que conseguimos ordenhar. O choro de um bebê pode ter muitos fatores e se seu coração fala para amamentar, estamos nos grupos e no Disque para apoiar. Siga sua capacidade de ser mãe e estamos com você. Até o grupo, com o neném,

Maria Lúcia
Amigas do Peito

Como posicionar a sonda da relactação?

20 \20e março, 2006

Olá,

adotei uma criança que está com 10 dias, como ela pega bem no seio estou tentando usar a tecnica de relactação e tem dado resultados. Minha dificuldade está em saber se a sonda presa ao seio tem que estar presa até o bico ou não. Se ela ficar solta na boca do bebê não dificulta a sucção? Ou pode machucar a boca do bebê? Se ela deve ficar presa, qual a menhor forma de prendê-la?

Obrigada,

P

Cara P.,

Você é a pessoa que melhor pode avaliar isto. O bebê chora ou mostra desconforto ao mamar? Algumas crianças preferem o tubinho solto, outras preso, e pode ser até a ponta ou não, desde que dê para retirar leite. Pelo visto você está fazendo tudo de acordo! PARABÉNS!!!! Quem sabe contamos com sua presença em uma reunião? Há tantas mães que precisam deste estímulo e da sua experiência!!!! Até breve!

abraços,

Maria Lúcia

Como fazer meu bebê de 2 meses se interessar pelo peito novamente?

20 \20e março, 2006

Amigas do Peito,

Estou muito apreensiva… tenho uma filha de 2 meses que mama no peito (pouco) e na mamadeira. A mamadeira era para ser o complemento, mas sinto que o peito está sendo deixado de lado. Ela mama um pouco e se desinteressa. Chora, chora e acabo oferecendo a mamadeira.

Quero muito amamentar minha filhinha… Ela suga direitinho, mas a partir de um certo ponto, ela “briga” com o peito.

Me ajudem, por favor.

Um abraço,

M.

Oi, M.

Olha, você parece estar passando pelo que todas nós mães passamos um dia! Falta de auto-confiança e apoio que deixam a vida bem complicada, né?

Em relação às suas dúvidas… Quanto mais mamadeira você der, menos leite vai ter. A volta da produção é possível, mas requer um pouquinho de esforço.

O peito produz conforme a demanda — portanto, quanto mais oferecemos ao bebê, mais produzimos. Além de beber muito líquido, é importante comer alimentos saudáveis e descansar bastante. Mas o principal mesmo é ter auto-confiança e apoio emocional das pessoas à nossa volta. Parece pouco, mas é muito! O nosso estado emocional influencia bastante a rotina da amamentação. Por isso, a base do trabalho das Amigas do Peito são os grupos de ajuda mútua, onde mães, pais e famílias trocam experiências com outras mães e saem mais fortalecidas de que é possível e prazeroso amamentar.

É claro que a produção não volta de um dia para o outro. Demora uns dois ou três dias para adaptação. Mas, com um pouco de força de vontade e paciência, é possível sim. Siga sua intuição! Se você acha que está cansada e precisando dormir, peça ajuda. Converse bastante também com sua bebê sobre isso, calmamente, com carinho. Procure dormir com ela, por exemplo. É uma forma de estar junto e descansar ao mesmo tempo. Eles entendem e colaboram, por incrível que possa parecer.

Em relação às técnicas de “engorda”, dê uma olhada no site sobre a dica de retirar o primeiro leite que é mais protéico e dá-lo depois da mamada. Assim, o bebê mama primeiro o segundo leite, que é mais gorduroso. Mas cuidado com as tabelas de peso: elas são feitas baseadas em muitos bebês que tomam mamadeira.

Se você mora no Rio ou em Niterói, que tal vir a uma reunião das Amigas do Peito? Pessoalmente, seria mais fácil conversar e trocar experiências com mães que já passaram por isso que você está passando. É um encontro muito legal.

Qualquer dúvida, escreva para a gente.

Abraços,

Karina
Amigas do Peito

Amamentar o bebê de outra pessoa é aconselhável?

20 \20e março, 2006


Olá,

vocês sabem me dizer se tem algum problema o meu bebê tomar leite da minha amiga? Ouvi falar em mamada cruzada e uma amiga disse que não é bom. Mas, se fosse assim, como ficariam as crianças que usam banco de leite?

MC

Cara MC.,

A amamentação cruzada é desaconselhada por motivos de contaminação (hepatite, Aids etc.). Os bancos de leite pasteurizam o leite, eliminando os riscos de tansmissão de doeças. Ferver o leite também elimina este risco. Mas se você se dispuser a ordenhar e oferecer o peito depois de ordenhar e complementar com seu próprio leite, acaba a necessidade de uso de outro leite, certo?

Abraços,

Maria Lúcia
Amigas do Peito